segunda-feira, 5 de abril de 2010

Bebedeira balanço

Entre o ir e vir do balanço,
a melancolia apodera-se do meu ser.
O vento bate em meu rosto
sussurrando o silêncio entre as palavras ditas.
O balançar é como o ninar,
acolhe-me...
Forço as pernas e a cada ida e vinda subo!
Seguro fortemente a corrente e...
Bambeio...Devaneio...
Desejo voar alto, encostar na lua.
O enjôo bate.
As correntes rangem.
E a poeira levanta sobre meus pés.
Salto no ar e sigo em zig e zag...
O tempo da brincadeira já se foi e amanhã é segunda-feira.

Barbara Teodosio

3 comentários:

Tiago Junqueira disse...

Adoreiii essa!!

ricardo disse...

Mais tá se achando né!!!
Ficou muito chic!!!
Beijo!!
:)

Patrícia Bracale disse...

Brincadeira de uma eterna Menina

Postar um comentário